Estudo Biblico - O que tira a visão da liderança


Estudo Biblico - O que tira a visão da liderança
"Mas também estes cambaleiam por causa do vinho, e não podem ter-se em pé por causa da bebida forte; o sacerdote e o profeta cambaleiam por causa da bebida forte, são vencidos pelo vinho, não podem ter-se em pé por causa da bebida forte; erram na visão, tropeçam no juízo."Is 28:7
Existem coisas que podem tirar dos ministérios estabelecidos por Deus para o governo da igreja a capacidade de ver de forma clara e distinta. Por muitas vezes, aqueles que deveriam fornecer sábia direção ao povo, acabam errando na visão, porque alguma coisa lhes turvou a mente.
São diversos os tipos de embriaguez que podem produzir tal efeito sobre os ministérios. Vamos conhecê-los, a fim de pedirmos ao Senhor que, mediante o encher constante do Espírito (Ef 5:18), nos livre deles.
A embriaguez provocada pelo orgulho, que leva-nos a pensar de nós além do que convém (Rm 12:3) e, com isso, a dirigir mal o povo.
A embriaguez provocada pela soberba, uma exaltação que acontece como reação de nossa natureza humana às revelações recebidas (2 Co 12:7), e que faz com que nos comportemos como os porta-vozes de Deus para a geração presente.
A embriaguez provocada pelo tradicionalismo ("quem bebeu o vinho velho não quer o novo...", veja Lc 5:39), que nos impede de enxergar os propósitos de Deus em criar algo novo (Is 43:19). O tradicionalismo é uma doença que ataca todos os segmentos da Igreja: há um tradicionalismo tradicional, um tradicionalismo pentecostal, um tradicionalismo renovado, um tradicionalismo restaurado, etc.
A embriaguez provocada pela ignorância, que nos priva de revelação. O grande problema relacionado com a ignorância não está na ignorância em si mesma, mas antes em ignorarmos a ignorância. Quando sabemos que não sabemos, então há esperança. Mas quando, em nossa ignorância, nos consideramos possuidores de todo o conhecimento, então podemos ter a desagradável surpresa de nos imaginarmos ricos e abastados, quando o Senhor nos sabe como miseráveis, pobres, cegos e nus (veja Ap 3:17).
A embriaguez provocada pelo presente século, que ofusca nossos olhos e nos impede de ver o caminho que o Espírito Santo está apontando à igreja. Lemos em Ap 18:3, numa referência à Babilônia, que aqui representa profeticamente o sistema que domina e energiza o "presente século": "pois todas as nações têm bebido do vinho do furor da sua prostituição". Quando a igreja, que absolutamente não deve viver como "todas as nações" (veja 1 Sm 8:5), começa a transigir com o mundo e a imitar seus padrões e sua maneira de ser, então se produz essa embriaguez terrível que, em última análise, rouba do povo de Deus sua própria razão de existir sobre a terra!


Assine Agora.

Receba Estudos Biblicos diariamente no seu E-mail.