Combatendo o trabalho infantil



O Brasil, hoje, está com mais da metade da população localizada abaixo da linha de pobreza. Por causa disso, crianças e adolescentes entram antes do tempo no mercado de trabalho para completar a renda familiar.A lei brasileira determina claramente que não se deve colocar menores de dezesseis anos de idade para trabalhar. Muitas crianças levam uma vida severa no trabalho das casas de farinha, nas lavouras e no corte de cana. Muitas tem que controlar ferramentas cortantes, arriscando a própria vida. Passam o dia trabalhando, isso tira suas forças e as deixam sem tempo para estudar.


A entrada prematura de crianças e adolescentes no mercado de trabalho pode prejudicar o desenvolvimento mental e também prejudicar a saúde. É importante deixar os menores cientes do direito à liberdade e escolha. Pois muitos são vítimas da exploração por falta de conhecimento.O trabalho infantil deve ser combatido, pois com o tempo haverá um grande número de adultos sem uma formação profissional. Isso aumentará o número de trabalhadores desempregados no futuro. É possível combater esse problema com a criação de programas que agem com mais seriedade, combatendo essa exploração que provoca dor e sofrimento nas crianças e adolescentes do nosso Brasil.
Escrito por Joéliton Santos
Visitem meu blog: joelitondeto.blogspot.com

Assine Agora.

Receba Estudos Biblicos diariamente no seu E-mail.