O PROPÓSITO DE DEUS PARA A FAMÍLIA


"O casamento é o estado que completa o número de eleitos, funciona
como mãe do mundo, preserva reinos, enche de gente as cidades,
fortalece a Igreja e aumenta a população do céu."

I - O MATRIMÔNIO PLANEJADO POR DEUS
Três Princípios estabelecidos por Deus para o Matrimônio:
1. Companheirismo - "Não é bom que o homem esteja SÓ... far-lhe-ei uma auxiliadora que lhe seja idônea." (Gn 2.18)
2. Satisfação Física - "Esta, afinal, é osso dos meus ossos e carne da minha carne." "Goza a vida COM a mulher... esta é a tua porção." (Ec.9.9)
3. Perpetuação da Espécie - "Sede fecundos, multiplicai-vos, enchei a terra..." (Gn 1.28)
A santidade do casamento e as relações
familiares constituem a pedra fundamental da sociedade e
da civilização.

II - TRÊS RAZÕES BÁSICAS DE SATÃ NO ATAQUE À FAMÍLIA
1. A Família é uma Instituição Divina
a) "E a costela... transformou-se numa mulher e lhe trouxe" (Gn 2.22)
2. A Família é a Célula Mater (mãe) da Sociedade
a) Aquilo que for o Lar, há de determinar o que será a Sociedade, a Igreja e a Pátria.
b) O Lar é a expressão física do casamento e da família.
3. A Família é a figura mais perfeita que o Espírito Santo usa para mostrar o relacionamento entre Cristo e a sua Igreja.
a) "Maridos, amai vossas mulheres como Cristo... a Igreja" (Ef 5.28)
b) "Mulheres, sejam submissas.. como a Igreja é..." (Ef 5.22)
O Supremo Criador e Sustentador de todas as coisas,
sabia que o homem criado por suas próprias mãos não iria
sentir-se feliz vivendo só, apesar de ter todas as maravilhas
do mundo anteriormente, sob o seu domínio...

III - O Perfeito Plano de Deus para o Casamento é que a Família seja:

1. O Reino do Pai
a) Maridos - responsáveis diretos pelo êxito ou transtorno, sucesso ou insucesso da família.
b) A imutável estrutura do lar assim o determina:
Deus - cabeça de Cristo.
Cristo - cabeça do homem.
Homem - cabeça da mulher (I Co 11.3)
Mulher - coração do lar.
2. O Mundo da Mãe
a) A sociedade matriarcal tem feito com que as Mães encontrem o "seu mundo" e se realizem fora do Lar.
b) Há um impulso básico emocional e também biológico dentro da mulher de dar à luz filhos, criá-los e cuidar da casa.
3. O Paraíso dos Filhos
a) Os filhos, como núcleo da Célula, recebem as influências do comportamento dos pais.
b) "Tal mãe, tal filha." (Ez 16.44)
c) "... assim caminhavam ambos juntos." (Gn 22.6,8)
d) "Como Flechas na mão do guerreiro." (Sl 127.4) - os filhos podem reforçar e defender o "arsenal" da família.
e) "...são bênçãos do Senhor aos pais." (Sl 127.3)

IV - ANALISANDO O CASAMENTO
1. Complemento Afetivo e Instrumento de Procriação, Regulador da Sexualidade Humana.
a) O casamento é aquela relação entre HOMEM e MULHER, na qual a independência é igual; a dependência é mútua e a obrigação é recíproca.
É um erro casar com a idéia de que se vai
transformar o outro cônjuge. Pelo contrário, quem se casa deve ter
consciência que vai UNIR o seu destino a uma pessoa adulta,
de gostos e hábitos já bem enraizados.
2. Partindo-se do princípio de que toda "Ação" gera uma "Reação" favorável ou sem sentido contrário, o Apóstolo (I Pe 3.7) aconselha:
a) "Igualmente vós maridos, vivei a vida comum do lar com discernimento; e tendo consideração para com a vossa mulher... tratai-a com dignidade...sóis herdeiros da graça da vida, para que não se interrompam as vossas orações."
b) O marido age com discernimento, consideração e dignidade.
c) A mulher reage com submissão, numa esfera de amor de tal modo prático, que o seu desejo será o de agradar, apoiar e alinhar-se sob a liderança do homem de sua vida.
d) O amor do marido é o tempero da submissão da mulher e o que dá sabor ao casamento.
e) A esposa é o maior bem terreno de um homem (Pv. 18.22; 31.10; Ec 9.9)
3. O Amor do Marido e a Reverência da Mulher
a) "O marido ame... a mulher reverencie..." (Ef 5.33).
b) As palavras Amor e Reverência tomam lugar no casamento, como sendo a essência das responsabilidades inerentes ao matrimônio.
c) Feliz é o homem que descobre que a mulher que tem é um reflexo da maneira como a trata (princípio de causa e efeito).
d) A submissão da mulher ao marido em reverência diz respeito a uma atitude amável e espontânea.
e) Desafiar as idéias do homem, é desafiar a sua opinião.
f) Desafiar as idéias da mulher, é desafiar a própria mulher.
g) As mulheres são mais "pessoais" e têm um interesse mais profundo pelas pessoas e seus sentimentos.
h) Se quisermos fazer do nosso casamento um sucesso, teremos que fazê-lo com amor maduro, não com exigências ou críticas.

V - ALGUMAS DIFERENÇAS BÁSICAS ENTRE O HOMEM E A MULHER
1. O Homem é um Ser Pensativo, Lógico e Racional
a) Encontra sua realização no fazer, tendo na cabeça sua oficina de trabalho
b) Deleita-se na imaginação e descoberta.
c) É aventureiro por natureza, expondo-se a muitos perigos.
d) O homem tende mais a correr os riscos e assumir as responsabilidades.
2. A Mulher é um Ser Afetivo
a) Realiza-se no Ser - amada, admirada, elogiada, etc, tem sua oficina de trabalho no coração.
b) O diálogo é importante na estrutura feminina.
c) À luz da Bíblia e em relação ao homem, a Mulher assume três posições:
1- Diferente na natureza - "...macho e fêmea os criou." (Gn 1.27)
2- Igual no Reino de Deus - (Gn 3.26-28)
3- Submissa no lar -
Submissão voluntária é prestar obediência a alguém investido de autoridade. Isso é, com inteligência.
Voluntária, como gratidão pelo amor e cuidado que recebe.
O sucesso ou fracasso do marido, em parte depende da influência da esposa.
É dever da esposa reconhecer e valorizar a sublime missão de Auxiliadora e Idônea (Gn 2.18)
Auxiliadora = que ajuda e auxilia
Idônea = competente e responsável, à altura da função assumida.

VI - O MATRIMÔNIO VENERADO E O LEITO SEM MÁCULA (Hb 13.4)
1. Coabitando com elas com Entendimento (I Pe 3.7; Ec 9.9; Pv 5.18-20)
a) Pagando as "dívidas" sem omissão e mentiras (I Co 7.5)
b) Evitando as "fraudes" nesta matéria ninguém se engane. (I Ts 4.4)
c) Estabelecendo "limites" dentro do venerado matrimônio.
d) O leito maculado é um "interruptor" de orações dos santos.
e) Vigilância nessa era de "expressão do sexo" - sexomania
f) O nosso leito conjugal é um lugar santo aos olhos de Deus.
2. Sendo o Sexo uma Dádiva de Deus, deve ser visto e praticado levando-se em conta a sua origem celestial. Qualquer deturpação sexual é contra a vontade do Criador. (Rm 1.24-28)

VII - CUIDADOS INDISPENSÁVEIS AO EQUILÍBRIO DO MATRIMÔNIO
1. Um Homem + Um Mulher = Uma Só Carne ou 1 + 1 = 1
a) Manter os pais fora. "Por isso deixará..." (Gn 2.24; Ef 5.31)
b) Entrega de Um ao Outro sem reservas. "E se unirá..."
c) Aceitando Um ao Outro como parte de Si Mesmo. "E se tornarão..."
d) Interdependência dos cônjuges. Um Não É sem outro. (I Co 7.4)
e) Manter sempre aberto o "canal" de comunicação.
f) O casamento deve envolver todas as áreas do relacionamento:
Emocional - Físico - Espiritual
g) Manter profundo respeito pelos familiares um do outro.
h) Conservar o conjunto de atrações integrantes da sexualidade.
i) Olhos abertos para as técnicas de "segurar" um ao outro.
j) Descobrir o perigo que representa para a família o Favoritismo por
determinados filhos. "Amava Isaque a Esaú; mas Rebeca amava a Jacó." (Veja conseqüências em Gn 25. 27,28)
h) Pense: O matrimônio faz as pessoas felizes ou as pessoas fazem o matrimônio feliz?

VIII - PLANEJAMENTO FAMILIAR
1. Cuidado com os meios
a) Controle da natalidade - artifícios duvidosos:
b) Aborto e suas implicações (Sl 139.13-16; Zc 12.1; Is 44. 2,24) Cada caso é um caso diferente. (Será tratado em outro estudo)
2. Todo Casal tem a liberdade de Planejar o número de filhos.
Meios naturais. (Será tratado em outro estudo)

IX - A FAMÍLIA BRASILEIRA - SEU CONCEITO
1. A herança do Brasil-Colônia
a) Machismo sem discernimento
b) A mulher reduzida a nível de objeto dos desejos masculinos.
c) O homem pode. A mulher não pode, porque é feio.
d) A mulher brasileira e sua identidade "conjugada". É filha de... é esposa de... é mãe de... é irmã de...
 

Estudo Ministrado pelo Pr. Valgenor Oliveira ( in memorium)

Assine Agora.

Receba Estudos Biblicos diariamente no seu E-mail.