Os efeitos negativos da imitação,

Os efeitos negativos da imitação
A imitação é uma força poderosa para moldar comportamento mesmo quando preferíamos que pessoas não nos imitassem.

Eli, um profeta de Deus foi amaldiçoado por Deus (ele e toda sua família) "pela iniqüidade que ele bem conhecia, porque seus filhos se fizeram execráveis, e ele os não repreendeu." (1 Sam 3:13). Note que a maldição foi porque Eli sabia o que seus filhos faziam e não os disciplinou.

Samuel, outro profeta de Deus, teve dois filhos que, como juízes de Israel, aceitaram suborno e perverteram a justiça (1 Sam 8:1-5).

Adonias, filho de Davi, se rebelou contra ele porque "Jamais seu pai o contrariou, dizendo: Por que procedes assim?" (1 Reis 1:6).

Quando Absalão, outro filho de Davi matou seu irmão, Davi não o puniu (2 Sam 13:23-39). Quando Absalão se rebelou contra o próprio pai Davi, e tentou tomar o trono, Davi ordenou que ele fosse tratado com brandura (2 Sam 18:5).

Em pelo menos dois destes casos, a Palavra de Deus deixa claro que o problema começou com a falta de disciplina por parte do pai em controlar seus filhos. O que é notável também é o relacionamento que estes três pais tinham um para com o outro. Samuel serviu no templo sob a orientação de Eli o sacerdote desde pequeno. Davi foi ungido por Samuel e certamente foi influenciado por ele durante um período significante da sua vida.

É talvez mais do que coincidência que cada um destes três pais teve filhos que se rebelaram contra sua autoridade e contra a vontade de Deus. Como teria sido o final destas histórias se os pais não tivessem sido omissos na disciplina de seus filhos? Embora as passagens bíblicas não entram na questão da imitação, podemos imaginar como cada um destes homens imitou o exemplo de outro homem que lhe serviu de exemplo. Vamos fixar nossos olhos em Jesus, o supremo exemplo que qualquer homem pode e todo homem deve seguir. 

Assine Agora.

Receba Estudos Biblicos diariamente no seu E-mail.