Até que ponto vai a tua fidelidade? [Esboço de pregação]


Até que ponto vai a tua fidelidade?


At 16: 25, 26 – “25 Pela meia-noite Paulo e Silas oravam e cantavam hinos a Deus, enquanto os presos os escutavam. 26 De repente houve um tão grande terremoto que foram abalados os alicerces do cárcere, e logo se abriram todas as portas e foram soltos os grilhões de todos.

- Paulo e Silas, mesmo acorrentados e presos em troncos, com seus corpos lacerados por açoites, no meio de um sofrimento terrível, oravam e cantavam louvores a Deus. Saiba, querido irmão, a alegria do crente vem do coração e independe das condições externas.   

- O Poder de Deus se manifesta em sua vida, a medida da sua sinceridade, da lealdade para com os que te cercam. Ninguém pode impedir a propagação do Evangelho do Reino, sejam elas cadeias, grilhões, leis oportunistas, ou qualquer outro artifício mundano, perpetrado pelo inimigo de nossas almas.

Mt 5:11,12 - “11 Bem-aventurados sois vós, quando vos injuriarem e perseguiram e, mentindo, disserem todo mal contra vós por minha causa. 12 Alegrai-vos e exultai, porque é grande o vosso galardão nos céus;...”

- A perseguição não pode destruir nossa paz e alegria. Quem nos deu essa paz não tomou exemplos do mundo. Por tanto se de alguma forma estás passando por esses infortúnios, levante a cabeça, pois grande é o vosso galardão nos céus. 

Tg 1: 2,3 – “2 Meus irmãos, tende por motivo de grande gozo o passardes por várias provações, 3 sabendo que a aprovação da vossa fé produz a perseverança;

- Todos os que sofrem por amor ao nome de Cristo, sobre suas cabeças repousa o Espírito da Glória de Deus.

Conclusão

Irmãos em Cristo, é certo que o sofrimento pelo sofrimento não tem sentido. Mas o sofrimento por amor a obra de Deus, produz frutos em abundância e acima de tudo produz salvação – “crê no Senhor Jesus Cristo e serás salvo, tu e tua casa.”

Assine Agora.

Receba Estudos Biblicos diariamente no seu E-mail.