[Estudo Sobre Oração] Por que Deus não ouve nossas orações.

 


"Agora, ó Senhor meu Deus, tu fizeste reinar teu servo em lugar de Davi, meu pai.

Mas eu sou apenas um menino pequeno, e não sei como sair, nem como entrar.
Teu servo está no meio do teu povo que elegeste, povo grande, que nem se pode
contar, nem numerar, pela sua multidão. Portanto, dá ao teu servo um coração
entendido para julgar o teu povo, para prudentemente discernir entre o bem e o
mal. Pois quem poderia julgar este teu grande povo? Esta Palavra pareceu boa aos
olhos do Senhor, por haver Salomão pedido tal coisa. Disse-lhe Deus: Visto que
pediste esta coisa, e não pediste para ti muitos dias, nem riquezas, nem a vida de
teus inimigos, mas pediste entendimento, para discernires o que é justo, farei
segundo as tuas palavras. Dar-te-ei um coração tão sábio e entendido, que antes
de ti igual não houve, e depois de ti igual não se levantará. Também até o que não
pediste te darei, assim riquezas como glória, para que não haja teu igual entre os
reis, durante todos os teus dias. E se andares nos meus caminhos, e guardares os
meus estatutos e mandamentos, como andou Davi, teu pai, eu prolongarei os teus
dias."
(1 Reis 3:7-14)
Por que Deus não ouve nossas orações? É porque oramos pedindo coisas segundo
nossos próprios desejos. Somos tão egoístas que nas nossas orações nos esquecemos
das pessoas que nos rodeiam.

Queremos mais poder para liderar, queremos mais saúde para viver, queremos mais
riquezas, tanto que esquecemos que o mais importante de tudo é outra coisa.



O que fazer então?

Primeiro, conforme a oração de Salomão, devemos reconhecer nossa pequenez, nossa
insignificância. Não somos melhores que os não cristãos. Não somos melhores que
nossos irmãos, nem somos melhores que nossos filhos, netos, irmãos de sangue, pais,
mães e quem mais estiver sob nosso cuidado. Deus ouve mais o crente humilde do que
o crente orgulhoso e egoísta.

Segundo, reconhecer que somos simples servos, que fomos colocados por Deus em
determinado ministério. Nada é tão abominável ao Senhor do que um servo que domina
com mão de ferro sobre seus liderados. Aquele que coloca regras e doutrinas estranhas
para que seus liderados os obedeçam, como se ele fosse o único porta-voz de Deus e os
seus liderados fossem simples lacaios.

O servo que sabe a sua posição no ministério deve reconhecer que é conservo com seus
irmãos e que Deus o exaltou para que os liderasse sem impor pesados jugos sobre eles.

Terceiro, reconhecer o que realmente é necessário para liderar. A única coisa que nos é
necessária na liderança é um coração sábio e entendido. Um coração que sabe discernir
o que é certo e errado, que julgue com retidão e justiça.

Sem um coração assim, o líder torna-se um tirano. Apenas sua palavra é a última. Não
permite que ninguém questione sua liderança ou suas palavras. Deus abomina pessoas
assim, sua oração não será ouvida.

Se tomarmos Salomão como exemplo, na sua oração, Deus se agradará de nós, nos
ouvirá e nos concederá o que pedirmos e também aquilo que não pedirmos, pois Deus
sabe o que é necessário para conduzir o seu povo nesta jornada, através de seus servos
que ele colocou sobre eles.



"Mas buscai primeiro o seu reino e a sua justiça, e todas essas coisas vos serão
acrescentadas" (Mateus 6:33)

Assine Agora.

Receba Estudos Biblicos diariamente no seu E-mail.