Cante!

Tendo eles começado a cantar e a dar louvores, pôs o Senhor emboscadas e foram desbaratados. (2 Cr 20.22.)
            Ah, como deveríamos argumentar menos sobre as nossas aflições e dificuldades, e cantar mais, louvar mais! Há milhares de coisas que nós usamos como algemas e que poderíamos usar como instrumentos cheios de música, se apenas soubéssemos como.
            Aqueles que ponderam, consideram, pesam os afazeres da vida, estudam o misterioso desenrolar da providência de Deus, e imaginam por que são eles sobrecarregados, e torcidos, e pisados — quão mais felizes seriam e quão mais alegre a sua vida se, em vez de se deixarem ficar revolvendo nesses pensamentos, tomassem cada dia as suas experiências e, elevando-as à presença de Deus, Lhe agradecessem por elas.
            É mais fácil esquecermos os nossos cuidados com cânticos, do que com raciocínios e argumentações. Cante pela manhã. Os pássa­ros são os primeiros a cantar, e são os seres mais livres de cuidado que conhecemos.
            Cante à noite. Cantar é a última coisa que fazem certos passarinhos: quando já completaram seu trabalho diário, quando deram o último vôo do dia e apanharam seu último bocado, então, no ramo mais alto, cantam um canto de louvor.
            Ah, oxalá, cantássemos de manhã até a noite. Sim, oxalá os nossos cânticos enchessem os ares por todo o dia. — Selecionado
             Regozijai-vos sempre no Senhor. (Fp 4.4.)

Assine Agora.

Receba Estudos Biblicos diariamente no seu E-mail.