O DOMÍNIO PRÓPRIO Gálatas 5.22, 23


O DOMÍNIO PRÓPRIO
Gálatas 5.22, 23

INTRODUÇÃO
Gl 5.22, 23: “Mas o fruto do Espírito é amor, alegria, paz, paciência, amabilidade, bondade, fidelidade, mansidão e domínio próprio”.
Vamos concluir estudando o Domínio Próprio.

Muitos problemas são causados pela falta: Por que não consigo perder peso? ...por que não consigo superar um mau hábito? ...por que não consigo pagar minhas contas?
Não consegue porque precisa de domínio próprio – seu maior problema é você mesmo!

Talvez você sinta que sua vida está fora de controle (como carro com direção quebrada e derrapando na pista). – por isso que Pv 25.28, diz: “Quem não sabe se controlar é tão sem defesa como uma cidade sem muralhas”.

O domínio próprio é fator chave para qualquer sucesso – sem autodisciplina provavelmente não vai conseguir nada; sem ESFORÇO, sem VITÓRIA!

Hoje mesmo assisti no Esporte Espetacular um atleta treinando para correr, acreditem, 125 Km. À certa altura começou sentir dores, mas o seu treinador disse: “Esse é o filé do treinamento; é bom sentir essa dorzinha para ter controle sobre as que virão durante a prova”.

Se quisermos alcançar liberdade, precisamos de domínio próprio.

O filósofo Epíteto disse: “Nenhum homem é verdadeiramente livre até que se domine”. Jesus dizia: “Aquele que comete pecado é escravo do pecado”.

Sansão pode ter sido o homem mais forte do mundo, mas sem domínio próprio, lembra que aconteceu a ele? ...foi seduzido por Dalila – ter força e não ter domínio, leva a ter problemas Agora, as pessoas tentam quase tudo para obter autocontrole: remédios, terapia, seminários, cirurgia... as pessoas tentam tudo!

Outro dia soube de uma propaganda que dizia: “Se você nunca conseguiu perder peso, talvez precise de um pouco de ajuda interior; Leia o livro “Como Emagrecer Comendo”.
Bem, se você tentou tudo e ainda não conseguiu autocontrole, como obtê-lo?
A Palavra de Deus é bastante clara sobre esse assunto.
 Vou lhe sugerir alguns passos para o autocontrole:

Passo nº 1: 
Admita o seu problema
Esse é o primeiro passo para desenvolver o domínio próprio.
Quero ler Tg 1.14: “as pessoas são tentadas quando são atraídas e enganadas pelos seus próprios maus desejos”.
Entende o que Tiago diz? ...somos responsáveis por nosso comportamento.
Com freqüência tentamos ignorar nossos problemas (“Eu não tenho problema”) ...acusamos qualquer um...

Mas o primeiro passo para ter domínio próprio é admitir que temos o problema da falta de controle.
Por isso, se você tenho um problema com comida, bebida, palavras, temperamento, dinheiro, roupas, tempo, sexo, precisa de domínio próprio!

O segundo passo para desenvolver domínio próprio, e que é muito importante, é o seguinte: 
Deixe o passado para trás.
Observe que Paulo diz em Fp 3.13,14: “uma coisa eu faço: Esqueço aquilo que fica para trás e avanço para o que está na minha frente”.
Esse verso denuncia um conceito errado que afasta você do domínio próprio: Uma vez fracassado, sempre fracassado.
Talvez você diga: Já tentei quinze vezes. Penso nunca serei capaz de me controlar... É UM CONCEITO ERRADO! ...o fracasso no passado não significa que nunca será capaz de mudar.

O que você não pode é ficar olhando para os fracassos do passado (se fizer, irá repeti-los) – um automóvel tem por dentro o retrovisor, nele se vê o que ficou para trás do veículo... se o motorista ficar olhando o retrovisor o tempo todo, vai colidir!).

Já observou um bebê que está começando a andar? Talvez caia várias vezes, mas não pára, até que consegue!
Você poderia imaginar onde estaria se tivesse desistido de aprender a andar, depois podem andar e alguns não aprendem. Eu sou desse tipo... já tentei e fracassei.

Deixe-me contar algo: a primeira vez que beijei uma garota, estava muito nervoso.
Isto é, eu não sabia exatamente o que fazer, o meu nariz encostava no dela... meu primeiro beijo foi um fiasco. Mas me alegro por não ter desistido de beijar!
Faça isso: Deixe o passado para trás. Tomas Edsom disse certa vez: “Não diga que foi um fracasso, diga que foi uma lição. Agora você sabe o que não funciona!”

O próximo passo que quero dar para você tornar-se mais autocontrolado é: 
Discuta com os seus sentimentos.
Atualmente damos muita importância aos sentimentos, achando que tudo precisa nos proporcionar bons sentimentos senão não compensa.
Dizemos: “Não sinto que ela goste de mim... não sinto que vão conseguir... não sinto que preciso ler a Bíblia... ou: sinto que devo dar o troco... sinto que preciso me afastar dessa pessoa!

Mas não dê tanta autoridade aos sentimentos – eles não são dignos de confiança.

DEUS NÃO QUER QUE VOCÊ SEJA CONTROLADO PELOS SENTIMENTOS, mas que aprenda a desafiar suas emoções:
Por exemplo, vamos dizer que você está lutando na guerra contra a barriga, que está ficando redonda – antes de entrar na cozinha e abrir a geladeira, você tem de conversar consigo mesmo sobre comida. – você se ouve dizer a si mesmo: “preciso . Nessa hora, você tem de responder: “Não, não vou morrer".
Deus nos dá a capacidade de dizer “não” à muitos sentimentos, impulsos. É um poder sobrenatural!

Um quarto passo a ser dado a fim de se tornar mais autocontrolado é: 
Creia que você pode mudar.
Para mudar e se tornar mais autocontrolado, você tem de começar a crer que pode mudar.
Sua crença se transforma numa profecia que se cumpre: a pessoa que diz “Eu não consigo”, nunca conseguirá... a que diz: “Eu consigo”, poderá falhar uma, duas, três vezes, mas conseguirá.

Você deve focalizar sua mente nas promessas positivas de Deus de ajuda e de força.
Por exemplo, em 1Co 10.13 encontramos essa declaração: “Deus ... não deixará que vocês sofram tentações que vocês não têm forças para suportar. Quando uma tentação vier, Deus dará forças a vocês para suportá-la, e assim vocês poderão sair dela”.

É um fato: Se você é crente, não pode dizer: “A tentação foi forte demais; não agüentei” – a Bíblia diz que Deus é fiel: Ele não permitirá que seja tentado além do que pode suportar.

Portanto, focalize seus pensamentos nas promessas positivas de Deus. Pare de se programar para o fracasso, de se criticar e se desprezar: CREIA QUE PODE MUDAR

Há ainda um outro passo a ser dado pra se tornar mais autocontrolado, e é o seguinte: 
Fuja da tentação.
É o bom senso: fuja das coisas que o tentam – fuja das situações que enfraquecem o seu domínio próprio (se não quiser ser picado, fuja das abelhas)!
Você pode planejar com antecedência e evitar situações que vão provocar tentações na vida.

Não guarde doces no armário se está tentando um regime.
Não tenha cartão de crédito, cheque-especial, se você faz compras impulsivamente.
Em Ef 4.27 lemos: “Não dêem ao Diabo oportunidade para tentar vocês”.

Naquela novela “O Clone”, um homem se deitava no divã do psicólogo, confessava suas fraquezas pelo vício da bebida, saía declarando a decisão de parar uma vez por todas com aquele terrível vício... porém, mantinha uma garrafinha portátil debaixo do casaco, para lhe garantir a bebida...

Uma vez foi perguntado a um homem que havia deixado de fumar, como ele estava se saindo. Ele disse: “Eu molhei todos os meus fósforos!” ...quando chegava a hora de acender um cigarro, a situação estava sob controle.
O que você precisa evitar em sua vida, de que precisa se livrar? Talvez algumas revistas, livros ou vídeos em casa? ...más companhias?

A Bíblia diz em 1Co 15.33: “...as más companhias estragam os bons costumes."
Talvez você precise se manter afastado de algumas pessoas. Esta é a questão mais importante: O que na sua vida precisa ser jogado fora?

Vamos recapitular os passos no desenvolvimento do autocontrole vistos até agora: admita seu problema; deixe o passado para trás, discuta com seus

Agora vamos ao passo final e este é o segredo do autocontrole duradouro: Dependa do poder de Deus.
Se quiser desenvolver domínio próprio, aprenda a depender do poder de Deus para ajudá-lo.
Lemos em Gl 5.16: “Deixem que o Espírito de Deus dirija a vida de vocês e não obedeçam aos desejos da natureza humana”.

Observe a seqüência nessa frase, ela é muito importante: DEIXE o Espírito dirigir sua vida – essa é a primeira parte, e você NÃO SATISFARÁ os desejos da natureza humana.
Observe que não diz que você não terá esses desejos (pessoas cheias do Espírito de Deus ainda vão ter os desejos da carne), mas não os satisfarão mais. Aleluia!

Essa questão de seqüência das coisas é muito importante. Geralmente falamos: “Minha vida é uma bagunça. Quando me acertar, quando me endireitar, então vou pra igreja, vou viver a lei de Deus... aí vou deixar o Espírito Santo dirigir minha vida... mas depois de resolver tudo”.
Deus diz: Não é essa a seqüência correta das coisas. Ele não diz “primeiro resolva tudo e então ajudarei você”. Não. O que Deus diz é: “Deixe-me entrar em sua vida.
Deixe o meu Espírito Santo controlar você ENQUANTO você luta com seus problemas – vou ajuda-lo a mudar”.

A seqüência faz uma incrível diferença. ...Que você pensaria se eu dissesse: “Primeiro vou sarar e depois vou consultar o médico”. Você diria que fiquei louco. É uma idéia ridícula: “Estou me sentindo melhor, por isso vou tomar o remédio”.

É absurdo, mas é muito comum ouvir pessoas dizendo: “Vou vencer este mau hábito e começar a freqüentar a igreja... vou limpar minha vida, depois aceitarei a Cristo... ou “tenho um problema na minha vida, vou aguardar que seja resolvido, depois então, me apresentarei para ser batizado” – a verdade é que VOCÊ PRECISA DE CRISTO AGORA para ajudá-lo a vencer!

Deus tem o poder de mudar sua vida!

Assine Agora.

Receba Estudos Biblicos diariamente no seu E-mail.