O MAIOR DE TODOS OS TÍTULOS.

 ,.
Rm 14.7-12: “Porque nenhum de nós vive para si, e nenhum morre para si. Porque, se vivemos, para o Senhor vivemos; se morremos, para o Senhor morremos. De sorte que, ou vivamos ou morramos, somos do Senhor. Porque foi para isto que morreu Cristo, e ressurgiu, e tornou a viver, para ser Senhor, tanto dos mortos, como dos vivos. Mas tu, por que julgas teu irmão? Ou tu, também, por que desprezas teu irmão? Pois todos havemos de comparecer ante o tribunal de Cristo. Porque está escrito: Como eu vivo, diz o Senhor, que todo o joelho se dobrará a mim, e toda a língua confessará a Deus. De maneira que cada um de nós dará conta de si mesmo a Deus”.

-Ser irmão é uma coisa interessante; é uma coisa muitíssima importante, porque é um título que nos faz lembrar que somos todos filhos de Deus. Jesus. Quando ressuscitou dos mortos disse em Mateus 28:10 “Não temais; ide dizer a meus irmãos que vão à Galiléia, e lá me verão”. Inaugurando uma nova forma de tratamento entre os filhos de Deus. Paulo em Hebreus 2:11 que “assim o que santifica, como os que são santificados, são todos de um; por cuja causa não se envergonha de lhes chamar irmãos”. E por que não se envergonha? Por que foram santificados em seus próprio sangue. Como se envergonharia nós de qualquer membro desse Corpo glorioso, que é a Igreja?

- Salmo 133.1-3: Oh! quão bom e quão suave é que os irmãos vivam em união. É como o óleo precioso sobre a cabeça, que desce sobre a barba, a barba de Arão, e que desce à orla das suas vestes. Como o orvalho de Hermom, e como o que desce sobre os montes de Sião, porque ali o SENHOR ordena a bênção e a vida para sempre.

-Quando valorizamos o irmão chegamos mais perto de Deus. “Se não amamos que vemos, como amaremos ao Deus que não vemos?” Somos a criatura máxima de Deus! Somos a imagem e semelhança dele e por isso devemos amar essa imagem de Deus em nossos irmãos!”. Devemos amar-nos por sermos tão importantes. Você sabia que você é tão importante que não existe outro igual a você? Como Deus, você também é um ser único e isso é glorioso. Nem os gêmeos univitelinos são iguais. Há uma semelhança muito grande, mas não são idênticos. Um ser único...

Não podemos nem devemos julgar o outro por nada, porque todos temos defeitos.
Os homens são conhecidos por seus títulos, doutor, capitão, reverendo, bispo, juiz, etc, mas Deus não conhece ninguém por título! Ele conhece a todos pelo coração e nos deu um título maior: irmão.

Aquele que tem títulos e acha que é melhor, muitas vezes é pior por aquele que não tem título nenhum. Certa vez um doutor, ia atravessando um rio e enquanto o fazia, passou a conversar com o matuto que remava a canoa: meu amigo você conhece você pedagogia? – não, senhor. – Oh, você perdeu uma parte de sua vida... – e Sociologia? – não, senhor. – Oh você perdeu uma parte de sua vida... Antropologia? E Psicologia?... e cada negativa do matuto ele balançava sua cabeça dizendo como quem lamenta muito, “Oh você perdeu uma parte de sua vida”. De repente começou a ventar fortemente, uma terrível tempestade caiu sobre eles e um tufão fez com que a canoa virasse... nessa hora o matuto gritou: “Dotô, vóis mi cê sabe nadar?” – Não, senhor!! – Oh você acaba de perder sua vida inteira!... Então, é bom que você tenha esses títulos, mas é melhor ainda que você saiba nadar.

- § 20 a 22 de “A Palavra Falada é a Semente Original...” 20 Eu fiquei pasmado certa vez (não para um simples senso de humor desta vez), mas havia uma reunião em Chicago de um homem de cor estava assentado ali e ele só ficava dizendo, “Eu quero ver o doutor Branham”. Ele estava com um enorme chapéu e umas cruzes grandes, com oito ou dez polegadas de largura, no seu peito, uma batina e vestido de uma forma bem estranha usando uns anéis esquecidos e rosários e coisas assim. E eu disse ao irmão Baxter, que era meu companheiro, disse-lhe, “Traga-o aqui; vou falar com ele”. E ele chegou para mim e disse, “Devo considerá-lo como ‘Pai’, ou um ‘Reverendo’, ou como um ‘Ancião’, ou como você gostaria que eu o chamasse?”
21 Eu disse, se você me ama, chama-me de ‘irmão’”. E ele, em respeito, assim o fez; e me deu os seus títulos, oh, eu gastaria algumas linhas para escrever em um papel os títulos do nome da igreja e o seu título na igreja. Mas ele disse uma coisa que sempre me toca. Ele disse, “Estou interessado nisto, irmão Branham”. Eu... ele me disse o que ele estava interessado na sua e igreja e suas coisas. Ele disse, “Estou interessado em uma raça”; ele disse, “esta é a raça humana”.
22 Eu disse, “Neste ponto nós apertaremos as mãos”. A raça humana para todos, para cada credo, para cada cor, para cada pessoa que Cristo morreu, este é o meu interesse nesta manhã. E eu sempre tentei fazer disto o meu interesse.

Este homem tinha muitos títulos, mas estava interessado na raça humana. Contudo, quanto mais instruído menos interessado na raça humana fica o homem. A maior e mais poderosa nação do mundo, com tanto conhecimento, está destruindo o planeta. Cristo, o maior de todos os homens, deu sua vida pela raça humana. A raça humana é o nosso interesse hoje?

- Quem vale mais, dons e coisas ou pessoas? Uma vez em Ariquemes uma determinada moça foi seqüestrada e a família pagou pela moça toda fortuna que tinha. Ao dar uma entrevista para o rádio o irmão daquela moça disse uma frase que eu nunca esqueci. Ele disse: “Eles levaram todos os nossos anéis. Mas os nossos dedos ficaram e com eles adquiriremos outros anéis”. Sua irmã não era um anel, era parte dele mesmo, são meus dedos, meus olhos, meus pés, meu corpo!! Não posso viver sem meus dedos mas posso viver sem anéis!!

§ 128 a 130 de Portas na Porta: se alguém bater na sua porta, se você puder, você vai em silêncio e puxa a cortina para ver quem está ali.
128 Se você está ocupado, como alegamos estar hoje, “Mui ocupado para ir à igreja; muito ocupado para fazer isto. E, você sabe, a minha igreja não crê neste tipo de coisa”. E, veja, estamos um pouquinho fora, às vezes, da Palavra.
129 Mas você afasta a cortina, querendo ver quem está ali de pé. E se é um homem de importância, rapidamente você corre até a porta.
130 Agora vamos voltar só um pouquinho, e tomarmos algumas pessoas que bateram. Vamos voltar e lembrar de Faraó no Egito, há muitas centenas de anos atrás. O que seria se - se Faraó, o rei do Egito, fosse até a casa de um camponês? E se este camponês não concordasse com Faraó, e ele não cresse em seus policiais, e se ele discordasse com ele. E - e, mas aqui está Faraó, de pé à porta de um - um pedreiro ou de um pintor, como nós os chamaríamos, lá embaixo no Egito. E ele abre sua cortina, e ali está o Poderoso Faraó na porta. E ele está batendo; com um sorriso em Sua face. (O irmão Branham bate em alguma coisa - Ed.) Ora, aquele camponês abriria a porta, e diria, “Entre, grande Faraó, que o teu humilde servo possa encontrar graça diante de ti. Se há qualquer coisa dentro das minhas paredes, eu não sou mais do que um escravo teu, Faraó. Tu me honraste sobre meus irmãos. Tu vieste a minha casa, e eu sou um homem pobre. Tu visitas somente a reis e - e nobres, e pessoas importante. Mas tu - tu me visitaste, tu me honraste, Faraó. O que o Teu humilde servo poderia fazer?” Não importa o que Faraó pedisse, até mesmo a sua vida, ele daria. Claro. É uma honra.

Alguém bate em sua porta e você apenas olha pelas venezianas e não responde porque é um simples irmão... e se fosse o Rei? Há um rei que bateu, bateu e ninguém lhe atendeu, como o Senhor na casa de Simão, que foi convidado para servir de diversão... O Rei dos Reis assentado ali, para servir de diversão e ser criticado.

§ 345 de O Sinal: Deixa-me ser um irmão. Deixa-me viver o exemplo do que Cristo disse que um homem deveria ser. Deixa-me ser um irmão a um irmão, um irmão a uma irmã. Deixa-me ser um ministro aos ministros. Deixa-me ser um exemplo dos exemplos. Deixa-me mostrar ao mundo que esta Palavra é Cristo. A única maneira de eu poder fazer isso é entrar Nele. Porque, eu não posso fazê-lo, eu mesmo, você não pode fazê-lo. Porém deixe que a Palavra e você tornem-se Um, então Ela mesma Se manifesta. Você é uma epístola viva de Jesus Cristo, quando Ele tiver controle completo, controle de você para fazer cada Palavra.

Tendo isto, deixando que você e a palavra se tornem um, você nunca mais desprezará o seu irmão, pois tudo estará perfeitamente encaixado em seus devidos lugares.

- Fp 2.1-11: Portanto, se há algum conforto em Cristo, se alguma consolação de amor, se alguma comunhão no Espírito, se alguns entranháveis afetos e compaixões, completai o meu gozo, para que sintais o mesmo, tendo o mesmo amor, o mesmo ânimo, sentindo uma mesma coisa. Nada façais por contenda ou por vanglória, mas por humildade; cada um considere os outros superiores a si mesmo. Não atente cada um para o que é propriamente seu, mas cada qual também para o que é dos outros. De sorte que haja em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus, que, sendo em forma de Deus, não teve por usurpação ser igual a Deus, mas esvaziou-se a si mesmo, tomando a forma de servo, fazendo-se semelhante aos homens; e, achado na forma de homem, humilhou-se a si mesmo, sendo obediente até à morte, e morte de cruz. Por isso, também Deus o exaltou soberanamente, e lhe deu um nome que é sobre todo o nome; para que ao nome de Jesus se dobre todo o joelho dos que estão nos céus, e na terra, e debaixo da terra, e toda a língua confesse que Jesus Cristo é o Senhor, para glória de Deus Pai.Se há algum conforto em Cristo”

Irmãos, Ele foi o próprio Deus na terra (Isaías 9.6: Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu, e o principado está sobre os seus ombros, e se chamará o seu nome: Maravilhoso, Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz.), mas não teve por usurpação o ser igual a Deus. Obedeceu as leis da terra. Ele agiu e viveu como um simples homem. Ele era um super-homem, mas não viveu, nem agiu como tal.

- Que classe de homem era aquele que disse para aquele doutor, apenas chame-me de irmão? O grande se humilha. O maior homem do século XX. Tinha títulos importantes dados por Deus: profeta, mensageiro, evangelista, vidente... mas quando questionado sobre como gostaria de ser tratado, disse, “se você me ama, chame-me apenas de irmão”.

-79 a 84 de a “Fase Presente do Meu Ministério”: ...Um servo de Cristo segue as pegadas. Um de nossos diáconos aqui, eu não sei se ele está aqui nesta noite ou não, é o Tony Zabel. Ele geralmente fica por aqui. E ele veio até a mim e disse aqui não muito tempo atrás antes dele vir até aqui, ele disse: “eu tive um sonho, um sonho engraçado.” Ele disse: “Eu sonhei que eu estava tentando encontrar o meu caminho além para os Céus.” Ele disse: “Eu vi um homem vindo vestido com um manto preto e estava lendo um livro.” E disse: “Eu cheguei até este homem, e lhe perguntei, ‘Qual é o caminho para o Céu?’ E ele disse: ‘Pergunte ao homem da minha frente.’ “ E aquele era um pastor de uma igreja que ele freqüentava.
81 Ele foi um pouco mais longe e encontrou com o outro homem, ele estava vestido com um manto preto e estava cantando hinos, andando. E aquele era outro pastor. Ambos pastores são amigos pessoais meus. São bons homens. E ele disse: “Qual é o caminho pelo qual subir até o topo da montanha aqui?” Ele disse: ‘Olhe aqui.’ Disse: ‘Vê, lá em cima de pé no topo, aquele sujeitinho?’ Disse: ‘Sim.’” Disse: “Lá de pé um sujeitinho vestido de macacão e com um daqueles pequenos chapéus de cow-boy.”
82 Alguém disse, lá em Kentucky, falando a respeito de mim lá embaixo, disse: “Aquele sujeito não parece tal coisa como um pregador.” Pode parecer um fazendeiro ou algo, mas, você sabe, ele não parece.
83 E disse que era eu de pé lá em cima. E ele subiu até que chegou a mim, e disse que eu o tomei pelo braço e o guiei para cima até que eu cheguei no topo do monte. E lá havia um deserto para atravessar. E eu disse: “Tony, eu devo lhe deixar aqui e você deve andar um pouco nisto por si mesmo.” Ele disse: “Irmão Branham, o que posso fazer daqui para frente?”
84 Disse que eu disse: “Venha cá, Tony, olhe ali embaixo. Vê você aquelas pegadas de pés descalços com sangue nelas?” Eu disse: “Aquilo é o que eu segui todo o caminho. Somente mantenha-se Naquilo.” Aquilo é a única coisa que eu sei para conduzir o homem; não a um credo ou a sensação de alguma espécie, mas àquelas pegadas sangrentas que guia para a Bíblia, o Sangue de Jesus Cristo.

Um servo de Cristo segue as pegadas de sangue. Fora disso aí que o profeta disse, não há ninguém que possa te fazer sentir seguro e quando você entra nesse caminho você passará a amar o seu irmão. Por exemplo, o irmão Branham tinha um inimigo muito duro... Mas quando o filho daquele homem foi condenado a morte o profeta foi defendê-lo. Com a bíblia aberta ele mostrou que nenhum homem ou governo, ou sociedade, tem moral e autoridade para tirar a vida a um ser humano... Todos são na verdade culpados. Na saída o pai disse: “me tornei seu inimigo, mas você salvou meu filho”. Jesus em nós nos dar poder e capacidade para agirmos assim.

Meus irmãos, o amor de Deus se projeta...O amor de uma mãe se projetou de tal forma certa vez, que Deus forçou a descida daquele avião em sua cidade para que o profeta orasse por seu filho que sofria de doença venérea. Ela houvera passado a noite toda orando. Houve um tempestade e o avião no qual estava o irmão Branham foi forçado a fazer um pouso de emergência. O Espírito Santo ordenou em seu coração que ele descesse daquele avião e seguisse andando. A oração daquela mãe comoveu o próprio Deus. O amor divino se projetou e clareou aquele quarto. E há de se projetar agora sobre a igreja. No nome do Senhor eu repreendo todo mal que te oprime agora e com o amor divino em meu coração eu oro para que toda a Igreja do Senhor seja abençoada neste exato momento. Amém.

Assine Agora.

Receba Estudos Biblicos diariamente no seu E-mail.