Seu Significado: Negar-se a Si Mesmo

"E o próprio Deus de paz vos santifique completamente; e o vosso espírito, e alma e corpo sejam plenamente conservados irrepreensíveis para a vinda de nosso Senhor Jesus Cristo." (I Tessalonicenses 5:23)

O assunto à nossa frente, tanto quanto sei, nunca foi notado por muitas pessoas. Trata-se da salvação da alma. Quando abordamos a questão da salvação há uma coisa que é de extrema importância que devemos conhecer, que é, a tremenda diferença entre o espírito e a alma. De acordo com I Tessalonicenses 5:23 as Escrituras retratam o homem como possuindo três elementos importantes: "... espírito, e alma e corpo... ". Falando resumidamente, o espírito é a faculdade através da qual o homem está apto a comungar com Deus e a qual nenhum dos animais inferiores possui. Por esta razão, os animais inferiores não podem louvar a Deus. A alma, por outro lado, é o órgão do pensamento, vontade e emoção no homem - Algo que os animais inferiores também possuem; pois a alma diz respeito a vida animal (ou animada). Por último, o corpo que é a parte do homem que se comunica com o mundo material. Visto que somos seres humanos compostos de espírito, alma e corpo, nossa salvação deve por conseguinte se estender a todas estas partes.
"Para que o espírito seja salvo no dia do Senhor Jesus." (I Coríntíos 5:5) este texto fala da salvação do espírito. "Aguardando a nossa adoção, a saber, a redenção do nosso corpo." (Romanos 8:23) este texto diz respeito a salvação do corpo. No entanto o que gostaríamos de examinar presentemente pertence a salvação da alma. Para isto, vamos examinar cuidadosamente todos os lugares no Novo Testamento onde a salvação da alma é mencionada para estarmos preparados para entender o que significa a salvação da alma.

"Então disse Jesus aos seus discípulos: Se alguém quer vir após mim, negue-se a si mesmo, tome a sua cruz, e síga-me; pois, quem quiser salvar a sua vida perdê-la-á; mas quem perder a sua vida por amor de mim, achá-la-á. Pois que aproveita ao homem se ganhar o mundo inteiro e perder a sua vida? ou que dará o homem em troca da sua vida? Porque o Filho do homem há de vir na glória de seu Pai, com os seus anjos; e então retribuirá a cada um segundo as suas obras. Em verdade vos digo, alguns dos que aqui estão de modo nenhum provarão a morte até que vejam vir o Filho do homem no seu reino." (Mateus 16:24 a 28)

"Então disse Jesus aos seus discípulos:" - Através disto ficamos sabendo que as palavras seguintes que o Senhor Jesus pronunciar são ditas aos seus discípulos e não aos de fora. Se são discípulos, logo são salvos. Portanto vamos guardar em mente que as palavras seguintes são diretamente para os santos salvos, e não para os pecadores perdidos.
"Se alguém quer vir após mim," - Isto é, se alguém entre os salvos quiser seguir o Senhor. Este alguém é um discípulo salvo que especialmente deseja seguir o Senhor. "Siga-me" dá a solução para as condições que estão estabelecidas logo depois.
"Negue-se a si mesmo"- Negar-se a si mesmo significa desrespeitar-se a si mesmo ou renunciar seus privilégios. Renunciar-se a si mesmo denota o pôr de lado o seu eu para buscar a mente de Deus, para que em todas as coisas não siga a própria mente nem a própria centralidade. Somente este tipo de pessoa pode seguir o Senhor. Isto é certamente evidente pois como alguém pode seguir o Senhor e seguir a si mesmo?
"Tome a sua cruz, e siga-me"- Isto é muito mais profundo do que negue-se a si mesmo. Negar-se a si mesmo é somente desrespeitar-se enquanto que tomar a cruz é obedecer a Deus. Tomar a cruz significa aceitar tudo o que Deus decidiu para a pessoa e desejar sofrer de acordo com a vontade de Deus. Negando a si mesmo e tomando a cruz podemos verdadeiramente seguir o Senhor.
"Pois quem quiser salvar a sua vida perdê-la-á; mas quem perder a sua vida por amor de mim, achá-la-á" - A palavra vida aqui é "psuque" no grego original, que significa "alma"; e por esta razão este verso nos fala sobre a salvação ou perda da nossa alma. Isto nos trará luz ao assunto que estamos examinando.
"Pois" associa a palavra seguinte com a que precede. Esta associação nos ajudará a ver que a frase "negue-se a si mesmo, tome a sua cruz" no verso anterior é a mesma coisa que salvar ou perde a alma mencionada no verso seguinte.
"Pois quem quiser salvar a sua vida" -Tal interpretação significa que embora ele tenha o desejo de seguir o Senhor, ele no entanto não deseja negar-se a si mesmo e tomar sua cruz. Isto nos ajuda a entender um pouco mais o significado de salvar-se a alma. Isto revela quanto uma pessoa é relutante em desrespeitar-se a si mesmo, para renunciar seus privilégios e permitir-se sofrer por causa da obediência a Deus. Por esta razão podemos reconhecer que o significado de salvar a alma é justamente o oposto de negar-se a si mesmo e tomar a cruz. Se alguém sabe o que é negar-se a si mesmo e carregar a cruz, ele também sabe o que significa salvar a sua própria alma.
O Senhor nos diz que se alguém for tão consciente de si mesmo para não desejar negar-se a si mesmo, tomar a sua cruz, e sofrer por causa da obediência a Deus, ele no final perderá sua alma. Tentando salvar a sua alma comportando-se assim, resultará em perda no futuro. Perder a sua alma significa que ele no final sofrerá e perderá todo seu deleite. Ele não obterá o que busca.
"Quem perder a sua vida por amor de mim" - Isto é negar-se a si mesmo e tomar a cruz dito no verso anterior. Perder a alma é o mesmo que negar-se a si mesmo. O Senhor explica que se por amor a Ele alguém desejar abandonar todos os prazeres da alma e sofrer de acordo com a vontade de Deus, encontrará sua alma. Isto simplesmente significa que aquele que deseja por amor ao Senhor negar seus próprios pensamentos e desejos e não estar satisfeito com as coisas do mundo mas pelo contrário passar por muitos sofrimentos, ele receberá do Senhor em outro tempo com benção e alegria o que deseja seu coração.
Pelo estudo deste verso devemos estar aptos para entender qual é o significado da salvação da alma. Salvar a alma denota ganhar para si mesmo felicidade e alegria para completa satisfação do coração. Perder a alma, por outro lado, fala de perder sua própria alegria, desejo e satisfação.
Portanto perder a alma (o que requer negar-se a si mesmo e carregar a cruz) sem dúvida não é o que geralmente denominamos como "perecer"; por outro lado o Senhor nos mostra que salvar a sua alma não é negar-se a si mesmo e tomar a cruz. Este conceito não tem relação com a idéia usual de "salvo" ou "perdido" - Este fato é bastante evidente, porque se salvar a sua alma significa ter vida eterna, porque então o Senhor Jesus declara que uma pessoa deve perder sua alma por amor ao Senhor? Se perder a alma sugere ir para o lago de fogo, então ao requerer-nos que percamos nossa alma por amor Ele estaria querendo que fossemos para o lago de fogo por Ele? Por conseguinte esta passagem não tem absolutamente nada com o assunto da vida eterna ou o lago de fogo. A frase "a perderá (a alma)" na primeira metade do verso e "perderá sua vida (alma)" na segunda parte do verso devem significar o mesmo. Se "quem quiser salvar a sua vida perdê-la-á" significa que qualquer que não negar-se a si mesmo irá para o lago de fogo, então as palavras "quem perder a sua vida por amor de mim, achá-la-á" significaria que qualquer que vá para o lago de fogo por amor ao Senhor terá vida eterna. Isto seria absurdo. No entanto, o significado aqui é simplesmente este: que se o cristão não permitir que a sua alma sofra agora ela sofrerá no futuro, mas se ele deseja deixar sua alma sofrer por amor ao Senhor agora sua alma não sofrerá no futuro.
Além do mais, se a salvação da alma significasse ter a vida eterna (o que não é assim), então o perder a alma teria que indicar o ir para o lago de fogo. Então o que o Senhor Jesus diz não seria coerente com o que é dito antes. Porque o Senhor aqui está falando para os discípulos, os quais já receberam a vida eterna; e sabemos que um descrente não pode negar-se a si mesmo nem tomar a sua cruz e seguir o Senhor. Se o Senhor desejasse que uma pessoa tivesse vida eterna ele sem dúvida pediria que ela cresse ao invés de ordená-la que negue-se a si mesmo para possuir a vida eterna. Somente aquele que já tem a vida eterna está preparado para negar-se a si mesmo, tomar a cruz, e seguir o Senhor. Porque um pecador que ainda não possui vida eterna, não precisa tentar seguir o Senhor mas sim crer Nele.
"Pois que aproveita ao homem se ganhar o mundo inteiro e perder a sua vida? ou que dará o homem em troca da sua vida?"- Aqui nosso Senhor continua a explicar quanto é prejudicial ao homem salvar sua alma agora e perde-la mais tarde. O que Ele quer dizer é que se alguém não nega-se a si mesmo, toma a cruz e segue de perto o Senhor mas pelo contrário faz as coisas de acordo com o desejo da sua alma para satisfazê-la, então virá o tempo quando ele perderá sua alma embora o homem possa ter ganho o mundo inteiro.
Embora o homem possa ter muitos prazeres por seguir os seus próprios desejos, no final, diz o Senhor, ele terá que devolver tudo através da perda de todos os prazeres da sua alma. De acordo com o ponto de vista do Senhor, será muito melhor para alguém ganhar sua alma no final do que ganhá-la no princípio. Nada pode ser trocado pela satisfação final da alma. Portanto perder a alma agora é muito melhor do que perde-la no final.
"Quem quiser salvar a sua vida perdê-la-á" - Se um homem salva sua alma agora, quando ele irá perde-la? "Quem perder a sua vida por amor de mim, achá-la-á" - Novamente, quando o homem achará sua alma? Vemos nesta mesma passagem que o Senhor responde estas questões com estas palavras: "Porque o Filho do homem há de vir na glória de seu Pai, com os seus anjos; e então retribuirá a cada um segundo as suas obras" (verso 27).
"Segundo suas obras" ("obras" aqui não é a melhor tradução para a palavra no grego original "praksin", que aponta para prática, ato, ação - N.T.) significa de acordo com o que cada um faz (pratica - N.T.) na vida presente. Estas obras (práticas - N.T.) se dividem em duas categorias: (1) salvar sua alma agora e (2) perder sua alma agora por amor ao Senhor. "Ele tornará sobre todo homem de acordo com suas obras" - Significa que o Senhor fará com que alguém que salva sua alma agora a perca e fará com que outro que perde sua alma agora por amor ao Senhor a ganhe. E quando isto acontecerá? Na hora da Sua volta. Entretanto, deixemos perfeitamente claro que se alguém cuida das coisas da carne, satisfaz seu próprio prazer, e recusa-se a sofrer por Cristo, ele receberá a reprovação do Senhor ao invés de receber a glória do Senhor e poderá até chorar e ranger seus dentes na volta do Senhor. Mas se ele desejar perder seus próprios direitos, ser completamente separado do mundo, e ser fielmente obediente à vontade de Deus, ele será louvado pelo Senhor e gozará a alegria do Senhor para a completa satisfação de seu coração.
A vinda do Senhor e sua recompensa esta especialmente relacionada com o reinar com Ele no Seu reino. O Senhor mesmo nos informa imediatamente para onde ele está vindo. Nesta mesma passagem Ele expõe que "virá Filho do homem no seu reino" (verso 28). O que o Senhor Jesus quer dizer é que quando Ele vier para a terra reinar por mil anos, alguns dos crentes reinarão com Ele enquanto que alguns não reinarão com Ele.
Portanto a essência desta Escritura é dividir os discípulos que creram no Senhor e possuem a vida eterna em duas classes. Uma classe nega-se a si mesmo e toma a cruz: a outra classe não nega-se a si mesmo e não toma a sua cruz. Uma classe quer abandonar tudo pelo Senhor e perder a alma, enquanto que a outra classe busca os prazeres do mundo para si e não quer perder a alma. Um discípulo de Cristo é alguém que o Senhor separou dos pecadores. E uma vez mais Ele irá separar: desta vez, separa um discípulo que nega-se a si mesmo do que não nega-se a si mesmo. Precisamos saber que nossa posição futura no reino é decidida por nossas obras (práticas N.T.) hoje. Qualquer coisa que hoje signifique ganhar no futuro terá significado de perder. Se ganhar hoje significa ganhar o mundo e evitar o sofrimento, então ganhar no futuro por negar-se a si mesmo significará ganhar o mundo sem sofrimento. Se perder hoje significa abandonar o mundo e não fazer a sua própria vontade, então perder no futuro por não negar-se a si mesmo significará perder o mundo e não fazer sua própria vontade. O que o Senhor quer dizer é que: Todo aquele que é gratificado pelo mundo hoje perderá a sua posição no reinado com Ele no futuro. Portanto, a salvação da alma é completamente diferente daquilo que geralmente conhecemos como salvação do espírito (que significa vida eterna).
Como o espírito é salvo? "Aquele que é nascido do Espírito é espírito" (João 3:6). No contexto de João 3 somos informados que aquele que crê tem vida eterna. Para o crente, seu espírito é salvo. Por conseguinte, a salvação do espírito significa ter a vida eterna. Mas como a alma é salva? A passagem que estamos considerando nos diz que se perdemos nossa alma por amor ao Senhor, nossa alma será salva. Portanto a salvação do espírito é ter vida eterna enquanto que a salvação da alma é possuir o reino. O espírito é salvo por Cristo carregar a cruz por mim; a alma é salva por eu mesmo carregar uma cruz.
O espírito é salvo porque Cristo deu sua vida por mim; a alma é salva porque nego-me a mim mesmo e sigo o Senhor.
O espírito é salvo na base da fé; uma vez que se crê, a questão está esclarecida para sempre, nunca mais será mudada. A alma é salva na seguinte base: é uma questão para toda vida, um curso a ser terminado.
Pela fé o espírito é salvo, porque "aquele que crê no Filho tem a vida eterna" (João 3:36). A alma é salva pelas obras porque "então dará a cada um segundo as suas obras" (Mateus 16:27). Uma vez que o espírito é salvo, a vida eterna é assegurada. Embora todos os demônios do inferno se levantem para me tentar, eles não podem me fazer perecer. Embora os anjos dos céus venham para me violentar, nem assim eles podem me fazer perecer. Nem mesmo o Deus trino pode me fazer perecer. No entanto nada pode me assegurar hoje a salvação da minha alma, pois se a alma será ganha ou não será decidido quando o Senhor vier novamente.
A salvação do espírito é decidida hoje, porque por crer no Senhor se tem a vida eterna. A salvação da alma, entretanto, é decidida na vinda do Filho do homem. A salvação do espírito é um presente atual, pois "Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu único Filho" (João 3:16). A salvação da alma, no entanto, é uma recompensa futura dada na hora da volta do Senhor para aqueles que fielmente o seguirem.
Para que a alma seja salva uma pessoa precisa ter primeiro o espírito salvo. Sem a salvação do espírito, não há possibilidade da alma ser salva.

Marcos 8:31 a 38


O registro de Marcos 8:31 a 38 no geral concorda com o que está em Mateus 16:24 a 28. Apenas ressaltaremos as pequenas diferenças entre eles.
"Pois quem quiser salvar a sua vida, perdê-la-á; mas quem perder a sua vida por amor de mim e do evangelho, salvá-la-á." (Verso 35). Aqui são adicionadas as palavras "e do evangelho" - As pessoas geralmente assumem que isto se refere aos que pregam o evangelho do Senhor. Se isto fosse verdade, não seriam os pregadores os únicos que teriam suas almas salvas? Mas o que é declarado aqui é simplesmente o evangelho e não a pregação do evangelho. O que é o evangelho? Nada mais que o "evangelho de Jesus Cristo, Filho de Deus" (Marcos 1:1), a "Tão grande salvação" dita em Hebreus 2:3 e 4, a qual é "trazendo muitos filhos à glória" (Hebreus 2:10). Isto não é apenas o evangelho da libertação pela saída espiritual do Egito daqueles que têm sido escravos do pecado mas é o glorioso evangelho da entrada espiritual em Canaã. "Perder a sua vida por amor de mim" (Mateus) é ser constrangido pelo amor. "Perder a sua vida por amor ...do evangelho" (Marcos) é ser movido por um futuro melhor para si mesmo, que é a busca pelo reino.
"Porquanto, qualquer que, entre esta geração adúltera e pecadora" (verso 38). Isto se refere a qualquer um que não deseje perder a sua vida da alma, quer dizer, qualquer um que nesta geração não sofra pelo Senhor e pela Sua palavra. Nesta geração adultera e pecadora é requerido o perder a alma para dar testemunho da palavra do Senhor. A menos que uma pessoa deseje realmente perder sua alma ela não estará pronta para testemunhar nesta geração sem se envergonhar do Senhor. Muitos filhos de Deus não querem nem se atrevem a dar testemunho diante dos homens em nome do Senhor o qual o redimiu porque são temerosos de serem ridicularizados e querem preservar suas imagens. Isto é preservar suas próprias almas nesta vida. Tais pessoas certamente sofrerão perda no reino. Ninguém que não queira perder sua vida nesta era poderá ver a glória do Senhor na era vindoura. Todos os que reinarão com Cristo no futuro terão que ter perdido sua alma hoje. Ninguém que perde sua alma na era presente deixará de ganhar na próxima era.

Lucas 17:26 a 37


"Como aconteceu nos dias de Noé, assim também será nos dias do Filho do homem. Comiam, bebiam, casavam e davam-se em casamento, até o dia em que Noé entrou na arca, e veio o dilúvio e os destruiu a todos. Como também da mesma forma aconteceu nos dias de Ló: comiam, bebiam, compravam, vendiam, plantavam e edificavam; mas no dia em que Ló saiu de Sodoma choveu do céu fogo e enxofre, e os destruiu a todos; assim será no dia em que o Filho do homem se há de manifestar. Naquele dia, quem estiver no eirado, tendo os seus bens em casa, não desça para tirá-los; e, da mesma sorte, o que estiver no campo, não volte para trás. Lembrai-vos da mulher de Ló. Qualquer que procurar preservar a sua vida, perdê-la-á, e qualquer que a perder, conservá-la-á. Digo-vos: Naquela noite estarão dois numa cama; um será tomado, e o outro será deixado. Duas mulheres estarão juntas moendo; uma será tomada, e a outra será deixada. Dois homens estarão no campo; um será tomado, e o outro será deixado. Perguntaram-lhe: Onde, Senhor? E respondeu-lhes: Onde estiver o corpo, aí se ajuntarão também os abutres."

Nesta passagem de Lucas 17 todas as palavras "vida" são "alma" no grego original (psuque).
Aqui somos informados quando a alma será salva. "Digo-vos: Naquela noite estarão dois numa cama; um será tomado, e o outro será deixado." (versos 34 e 35). Isto aponta para o tempo do arrebatamento. A diferença aqui é que uma será tomada e outra deixada. Ser tomada significa ser arrebatada para o céu (conforme Gênesis 5:24). Assim o significado do verso 33 é claro ("Qualquer que procurar preservar a sua vida, perdê-la-á, e qualquer que a perder, conservá-la-á."). Aquele que tiver salvado sua alma nesta era será deixado para traz na vinda do Filho do homem, enquanto que aquele que perder sua alma nesta era será tomado na vinda do Filho do homem. Aparentemente não há diferença entre as duas pessoas, nem em trabalho, nem em lugar; no entanto no arrebatamento então haverá diferença! Num piscar de olhos que enorme diferença!
Aqui se apresenta o problema mais sério. Se desejarmos ser arrebatados, ver o Senhor, e entrar no reino precisamos primeiro perder nossa alma nesta era. Por amor ao Senhor devemos abandonar tudo o que não é de acordo com a vontade de Deus, abandonar tudo o que nos amarra, e abandonar tudo o que possa impedir nossos corações de pensar nas coisas de cima. Seríamos nós como a mulher de Ló, que tentando preservar a alma e não querendo abandonar nada, não seremos tomados para onde o Senhor nos ordena estar, muito embora não pereçamos em Sodoma e Gomorra com os pecadores. Pode não haver diferença na vida eterna, mas haverá diferença no arrebatamento.

Lucas 12:15 a 21


O que significa perder a alma? Podemos obter uma explicação plena e clara ao lermos a seguinte parábola do evangelho de Lucas:

"E disse ao povo: Acautelai-vos e guardai-vos de toda espécie de cobiça; porque a vida do homem não consiste na abundância das coisas que possuí. Propôs-lhes então uma parábola, dizendo: O campo de um homem rico produzira com abundância; e ele arrazoava consigo, dizendo: Que farei? Pois não tenho onde recolher os meus frutos. Disse então: Farei isto: derribarei os meus celeiros e edificarei outros maiores, e ali recolherei todos os meus cereais e os meus bens; e direi à minha alma: Alma, tens em depósito muitos bens para muitos anos; descansa, come, bebe, regala-te. Mas Deus lhe disse: Insensato, esta noite te pedirão a tua alma; e o que tens preparado, para quem será? Assim é aquele que para si ajunta tesouros, e não é rico para com Deus." (Lucas 12:15 a 21)

Novamente a palavra "vida" aqui é "alma" no texto original. Podemos portando dizer que ganhar a alma significa fazer a alma desfrutar, ser feliz, e ser satisfeita. Em relação ao contrário, no entanto, perder a alma significa fazer a alma sofrer - ser afligida e pobre. Este homem rico, devido à abundância dos seus grãos e bens, deu à sua alma desfrute, prazer, e satisfação no presente. Ele já ganhou sua alma agora.
Portanto ganhar a alma é fazê-la feliz no presente, enquanto que perder a alma é não deixar nada para ela no presente. O que os nossos olhos vêem, nossos ouvidos ouvem, e nossas mãos e pés tocam são através do corpo; mas aquilo que é prazer interior consciente é da alma.
A alma é o lugar dos nossos desejos naturais. Ela nos habilita a sentir e desfrutar. O desejo desta vida da alma exige ser satisfeito. Uma boa música pode acalmar a emoção; e a literatura e a filosofia podem elevar o pensamento. Porém se a pessoa busca extrema satisfação nestas coisas no presente elas perderão a satisfação no futuro. Se já recebemos conforto destas coisas agora, nós perderemos a glória no futuro.
Aquele que salva sua alma no presente - mesmo que ele seja uma pessoa que crê no Senhor - ele já ganhou os prazeres derivados dos seus ouvidos, olhos, e coração: e portanto, na era vindoura ele perderá todos estes prazeres. Aquele que ganha agora perderá no futuro, enquanto que aquele que perde agora ganhará no futuro. Isto é o que precisamos entender sobre a salvação da alma. Ganhar a glória, desfrute, e satisfação do reino no futuro é ganhar a alma. Perder isto no futuro é perder a alma.
Tendo sido salvo, obviamente não podemos ser "não salvos" outra vez. Contudo, nossas obras (práticas N.T.) têm muito a ver com nossa posição no reino futuro. O que, então, estamos buscando agora? Como é difícil para os jovens abandonarem os prazeres deste mundo. Muitos buscam encontrar satisfação em uma moradia especial, em comida, roupa, diversão, e outras coisas mais. Eles já salvaram sua alma hoje; por conseguinte, eles perderão sua alma nos dias vindouros. Alguém que já é salvo nunca irá para o inferno; mas ele pode não desfrutar das bênçãos do reino!
O Senhor não nos instruí a sermos ascéticos; Ele somente nos persuade a não sermos cativados pelas coisas deste mundo. Estas coisas podem ser legítimas, no entanto nem todas as coisas legítimas são proveitosas. Por esta razão é que Paulo diz 'Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas convém" ( I Coríntios 10:23). Seja ela roupa, comida, ou moradia, não devemos buscá-las para o nosso próprio desfrute. Devemos fazer todas as coisas para a glória de Deus. Se começamos condescender no excesso destas coisas, teremos nos extraviado.
Aquele que ama o mundo salva sua própria alma. Já que o pecado entrou no mundo, não devemos buscar nada deste mundo pecador.

Assine Agora.

Receba Estudos Biblicos diariamente no seu E-mail.