Cinco passos Indispensáveis, para Deus nos ouvir. [Esboço de pregação]

Cinco passos Indispensáveis, para Deus nos ouvir.
TEXTO : "Ouvi a tua oração" 1 Reis 9.3
INTRODUÇÃO:
É uma expressão magnânima, singular vinda dos lábios do próprio Senhor, dirigida a Salomão, após a edificação e consagração do templo e esta condicionada à duas coisas:
A) – Temer ao Senhor  - (Ec.12.13) “De tudo o que se tem ouvido, o fim é: Teme a Deus, e guarda os seus mandamentos; porque isto é o dever de todo o homem.”.
B) – Fazer a sua Vontade. (Jo.9.31) “Ora, nós sabemos que Deus não ouve a pecadores; mas, se alguém é temente a Deus, e faz a sua vontade, a esse ouve.”,
É preciso existir da parte daquele que se aproxima de Deus em oração, atitudes e ações, que venham do profundo da alma, e que atinja o centro da vontade de Deus, para que suas petições sejam atendidas. Veremos neste simples sermão, algumas dessas atitudes.
I – ARREPENDIMENTO (1Rs.8.33)-“Quando o teu povo Israel for ferido diante do inimigo, por ter pecado contra ti, e se converterem a ti, e confessarem o teu nome, e orarem e suplicarem a ti nesta casa,”
  • Mudança de atitude, propósito, idéia de uma pessoa.
  • É o começo de um bom relacionamento com Deus.
  • Se o homem não mudar de posição, jamais Deus lhe ouvirá .

II – HUMILHAÇÃO (2Cr.7.14) - E se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar, e buscar a minha face e se converter dos seus maus caminhos, então eu ouvirei dos céus, e perdoarei os seus pecados, e sararei a sua terra.”

  • É colocar-se como nada, dependente exclusivo de Deus. É ordem do Senhor (Tg.4.10), (1Pe.5.6)
  • Rei Manasses – 2Cr.33.12,13, Rei Josias – 2Cr.34.19,27 - Rei Davi – Sl.51
III – CONFISSÃO (Dn.9.4,5) - “4 E orei ao SENHOR meu Deus, e confessei, e disse: Ah! Senhor! Deus grande e tremendo, que guardas a aliança e a misericórdia para com os que te amam e guardam os teus mandamentos; 5 Pecamos, e cometemos iniqüidades, e procedemos impiamente, e fomos rebeldes, apartando-nos dos teus mandamentos e dos teus juízos;” – (Lc.15.21) - E o filho lhe disse: Pai, pequei contra o céu e perante ti, e já não sou digno de ser chamado teu filho.”
  • É se abrir para Deus. É uma demonstração de confiança . (Sl 51)
IV – ADORAÇÃO (1Rs.8.23)- “E disse: Ó SENHOR Deus de Israel, não há Deus como tu, em cima nos céus nem em baixo na terra; que guardas a aliança e a beneficência a teus servos que andam com todo o seu coração diante de ti.”
  • Homenagem prestada a poderes superiores. Vem acompanhada de: Louvor e é essencial na oração. (Sl.66.17) “A ele clamei com a minha boca, e ele foi exaltado pela minha língua.”
V – AÇÃO DE GRAÇAS (Fp.4.6) - “Não estejais inquietos por coisa alguma; antes as vossas petições sejam em tudo conhecidas diante de Deus pela oração e súplica, com ação de graças.” , (Col.4.2) – “Perseverai em oração, velando nela com ação de graças;”
  • Ato de agradecer. Pedimos muito e agradecemos pouco.
CONCLUSÃO :
Sem essas atitudes jamais ouviremos essa expressão: "Ouvi a tua oração.

Pr. Aparecido Araújo
Adaptação: Irmão Augusto César

Assine Agora.

Receba Estudos Biblicos diariamente no seu E-mail.