Sermão do Monte é o trechoa mais conhecido do Novo Testameto. [Bibliologia]

O Sermão do Monte é provavelmente a parte mais
conhecida dos ensinamentos de Jesus, embora se possa
argumentar que seja a menos compreendida e, certamente, a
menos obedecida. De tudo o que ele disse, essas suas palavras
são as que mais se aproximam de um manifesto, pois
descrevem o que ele desejava que os seus seguidores fossem
e fizessem. Penso que nenhuma outra expressão resume
melhor a intenção de Jesus, ou indica mais claramente o seu
desafio para o mundo moderno, do que a expressão
“contracultura cristã”. Vou lhes dizer por quê.
Os anos que se seguiram ao fim da Segunda guerra
mundial, em 1945, foram marcados por um idealismo
inocente. O horrível pesadelo terminara. “Reconstrução” era o
alvo universal. Seus anos de destruição e devastação eram
coisa do passado; a tarefa agora era construir um novo
mundo de cooperação e paz. Mas a irmã gêmea do idealismo
é a desilusão com aqueles que não participam do ideal, ou
(pior) com os que se lhe opõem, ou (pior ainda) com os que
o traem. E a desilusão com o que é continua alimentando o
idealismo do que poderia ser.

Assine Agora.

Receba Estudos Biblicos diariamente no seu E-mail.