[Devocional] O Espírito Santo de Deus realiza um trabalho...

 


O Espírito Santo de Deus realiza um trabalho íntimo na alma humana, é pessoal e todo desejo de santificação é nutrido por Ele. Cada impulso para o bem e para a verdade é implantado por Ele. Seu trabalho é indispensável à convicção, ao arrependimento e conversão para a salvação da vida eterna.
O Senhor Jesus adverte que para herdarmos a vida eterna é indispensável entrar pela porta estreita, porque larga é a porta, e espaçoso, o caminho que conduz à perdição, e muitos são os que entram por ela; porque estreita é a porta, e apertado, o caminho que leva à vida eterna, e poucos há que a encontrem, porque muitos são chamados, mas poucos, escolhidos.
Entrar pela porta estreita é renunciar as obras carne, as quais são: Prostituição, impureza, lasciva, idolatria, feitiçaria, inimizades, porfias (contenda, rivalidade, disputa), ciúmes, vaidades, iras, discórdias, facções, inveja, bebedices, glutonarias, mentiras, vícios e coisas semelhantes a estas, a respeito das quais o Senhor antecipa que não herdarão o Reino de Deus os que tais coisas praticam, porque esse é o caminho largo que conduz a perdição.
Jesus declarou também que para que sejamos um dos seus escolhidos é imprescindível fazer a vontade do Pai, a qual é viver em santidade e participar do fruto do Espírito que é: Amor, paz, alegria, benignidade, caridade, bondade, fidelidade, mansidão, domínio próprio. Contras estas coisas não há lei e os que são de Cristo Jesus crucificaram a carne, com as suas paixões infames e cobiças pelo pecado.
Uma alusão bíblica que autentica que os escolhidos do Senhor serão pouquíssimos, é relatado também na antiguidade, capítulos 18 e 19 de Gênesis, período em que o clamor do pecado do povo subiu a face do Senhor e não houve outra deliberação a não ser a destruição das cidades de Sodoma e Gomorra pelo fogo e enxofre, devido ao agravamento do pecado daqueles povos pela promiscuidade e violência, numa região onde habitava milhares de pessoas, foram regatados apenas Ló, sua esposa e duas filhas. Porem, ao apartarem-se em retirada, a esposa de Ló olhou para traz e foi convertida numa estátua de sal.
A palavra relata ainda que, dos seiscentos mil homens do povo de Israel, acima de 20 anos que foram libertados da escravidão do Egito pelas mãos poderosas do Senhor Deus, apenas Josué e Calebe entraram na terra prometida, porque Deus não se agradou da maior parte deles, pelo que foram prostrados no deserto pela desobediência.
Tudo isso sobreveio como figura, e está escrito para aviso nosso, para quem já são chegados os fins dos séculos.
O conhecimento da verdade nos dá a certeza que, para estarmos entre os poucos escolhidos na vinda de Cristo não basta apenas ser membro de uma organização religiosa, cumprir os rituais e doutrinas da igreja e contribuir financeiramente, como se fosse possível subornar a mente de Deus. Não basta apenas absorver a palavra literária, é preciso muito mais que tudo isso, é indispensável que a mensagem da cruz entre em nossos corações e venha gerar o arrependimento, a conversão, o nascer da água e do Espírito, transformando-nos em uma nova criatura lavada e remida pelo sangue do cordeiro inocente.
Cristo já vez tudo para nos dar a salvação para eternidade, agora para sermos um dos escolhido entre os chamados, depende exclusivamente de cada um de nós, em fazermos a vontade do Pai, para sermos bem-aventurados e sorte entre os que irão herdar a vida eterna.
Evangelho de Lucas 12.32, disse Jesus: Não temas, ó pequeno rebanho, porque a vosso Pai agradou dar-vos o Reino do Céu.
Deus vos abençoe!!

Assine Agora.

Receba Estudos Biblicos diariamente no seu E-mail.