10 razões porque considero a IURD uma seita.

A definição da palavra Seita neste documento está realcionado a Fé genuinamente biblica e cristã, não se aplicando em visão de angulos diferentes. Definindo a IURD com base na biblia. 

Se usarmos outro parametro como por exemplo os livros e a opinião de seu lider, a IURD não será Seita. Mas uma vez que contraria os principios biblicos, uma vez julgado pelos principios biblicos pode ser considerado Seita.
Existem elementos evangélicos suficientes na pregação da IURD para que as pessoas ali sejam genuinamente convertidas pela ação do Espírito Santo, através da verdade do Evangelho; mas que existem crenças e prática, de tal forma contrarias ao Evangelho de Cristo, que a IURD não pode ser considerada senão como uma igreja desfigurada; e que a mensagem ali pregada apesar de afirmar pontos centrais, acaba por ser uma caricatura do Evangelho de Cristo. E que, em que pesem os testemunhos de pessoas transformadas, e a divulgação do nome de Cristo no Brasil, a atuação da IURD tem muito mais contribuído para disseminar um evangelho desfigurado, trazendo assim um desserviço ao avanço do verdadeiro Reino de Deus no Brasil.

Abaixo irei mostrar alguns elementos que provam porque considero a IURD uma Seita no que diz respeito aos Padrões Cristãos. Porque considero IURD uma seita:
1.A favor da prática do aborto
E para aqueles que argumentam que o aborto deve ser legalizado por causa de gravidez como resultado de estupro,   lembro-lhes que a lei já tem resolvido casos assim permitidno o aborto sem que haja legalização do mesmo. A legalização do aborto é a concordancia com a promiscuidade universal, é o esquecimento do indefeso em detrimento da iresponsabilidade, promiscuidade e prostituição de pessoas sem Deus. Ser a favor da pratica do aborto, é ser a favor da prostituição. O pr´prio Lider da IURD declarou em rede nacional ser a favor do aborto. Se quiser saber mais a respeito faça uma simples pesquisa no google.

2. Exclusivismo salvífico.
 Embora a IURD diga que "só Jesus salva", ela condiciona a salvação às suas práticas e crendices, através da "posse de elementos salvíficos, como rosas ungidas, óleos especiais além de outros tipos de quinquilharias mágicas.

3. Liderança espiritual, absoluta , inquestionável e indissolúvel.  
Em qualquer estrutura de liderança evangélica, qualquer denominação, independente se é reformada ou não,  um líder com 1/10 das distorções teológicas do Bispo Macedo teria caído. Lamentavelmente em instituições  como a IURD onde a Palavra proferida ou dita pelo líder primaz  é inquestionável  aberrações teológicas são cometidas.

4. Distorções basilares sobre a fé.  
 As doutrinas da IURD são sincréticas. Ainda que afirmem sua fé na Palavra de Deus, sua prática doutrinária demonstra outra coisa, junta-se a isso o fato de que a Universal relativiza a graça de Deus, pregando conceitos pagãos e absolutamente contrários as Escrituras Sagradas. Nesta perspectiva, entrevistam demônios, "comercializam" as bênçãos do Senhor, além é claro, de determinar que o crente em Jesus é um sócio do Todo-Poderoso.  Para piorar a situação, sua soteriologia é pelagiana, sou pneumatologia manipuladora, e sua fé maniqueísta.  Além disso,  encontramos nela  a prática da simonia,  da venda de indulgências além é claro de uma distorcida base teológica.
5. Santa Ceia Livre.  
Qualquer pessoa pode tomar a Santa Ceia, basta estar lá na hora que a ceia é servida e pronto. Não existe difernça entre quem se santifica de quem acabou de adentrar a reunião, não importa qual seja seu estado pode Participar da Ceia, contrariando o principio biblico de 1º Corintios 11. 29, permitindo alguns participarem indignamente.
6. Simonia
sf (baixo-lat simonia, de Simone, np+ia1) 1 Ato de comprar ou vender bens espirituais, coisas que deles dependem ou que estão a eles ligadas; por alusão ao personagem bíblico Simão, o Mago, que quis comprar aos apóstolos o dom do milagre. 2 Equiparação de bem espiritual a valores materiais. 3 Negócio com objetos sagrados. 4 Tráfico de bens espirituais. 5 Obtenção ou cessão de benefício ou prebendas eclesiásticas por meio de peita, suborno ou munificência.


7. Animismo
sm (lat anima+ismo) 1 Doutrina dos que consideram a alma como princípio ou causa de todos os fenômenos vitais (normais ou patológicos). 2 Idéia que consiste em dar alma a coisas inanimadas: Animismo infantil. 3 Crença dos povos que supunham existirem espíritos em todos os seres da Natureza.

8. Possessão de crentes. 
Para os Membros da IURD todos os demais cristãos estão endemnhiados e/ou passiveis de serem possuidos por espiritos malignos, independente de estarem bem com Deus ou não.

9. Uso de objetos ungidos. 
O uso dos elementos mágicos dos cultos e das superstições populares do Brasil, entre eles o sal grosso (para afastar maus espíritos), a rosa ungida (usada nos despachos e nas oferendas a Iemanjá), a água fluidificada (usada por credos espiritualistas a fim de trazer a influência espiritual para o corpo humano), fitas e pulseiras (semelhantes na sua designação às fitas do chamado Senhor do Bonfim), o ramo de arruda (usado para afastar coisas más) e uma quantidade enorme de apetrechos aos quais se empresta supostos valores espirituais que podem ser passados por seus usuários.

10. Invocação de demonios. 
Basta uma pessoa ir pela primeira em uma de suas reuniões para que um obreiro venha e coloque as mão sobre sua cabeça e fique invocando a manifestação de demonios, sem um minimo de discernimento, na visão deles todos são ou poderão ser endemonhiados. Um pastor de outra igreja vai a universal e um obreiro de lá vem orar na cabeça dele exigir que o demonio se manifeste, mesmo que não esteja possesso, parece piada.

Assine Agora.

Receba Estudos Biblicos diariamente no seu E-mail.