Movimento Difamadores dos GMUH.


Movimento Difamadores dos GMUH.


Um aviso aos homens é mulheres sábias (os) do Brasil.


Um grande movimento de difamação aos GMUH está em curso, da qual eu não vou participar, e nem recomendo que homens e mulheres sábias participem. Visto que aquilo que semear-mos, também iremos ceifar (colher).


A menos que você tenha provas contra Cesino ou Reuel, que são os organizadores do evento, e de quem poderíamos cobrar ilibada conduta. O que podemos cobrar dos organizadores, é que eles mantenham contato direto com os pastores destes cantores e pregadores, que andam voando sem rebanho, para ver se seu testemunho condiz com sua pregação.

Quanto àqueles que lá participam, são ovelhas de outros, e estes outros é que devem ser cobrados, visto que à eles respondem. Desta forma concluo que este tipo de erro seja fruto de um discipulado ruim, e de ovelhas oriúndas de igrejas sem principios doutrinários, e quem devia ser cobrados seriam os pastores de tais ovelhas que vendem o corpo em troca de favores. Uma vez que estas pessoas não são membros do GMUH, apenas participantes.

Quanto a queda na qualidade das mensagens pregadas no evento. Não é o caso apenas dos gideões, caiu a nível de Brasil e planeta. Hoje é difícil ver uma mensagem genuína e bíblica. Todas contaminadas pela "teologia da prosperidade" pelo livros de auto-ajuda, pelos conceitos da psicologia, da psiquiatria e das teologias humanas. Mensagens plagiada e copiadas de outros, decoradas na mente, gravadas em sermonários e esboços. Tem tabletes, ultrabooks, mas falta inspiração do Espirito Santo. Falta revelação. É muito mais fácil aprender a pregar ouvindo outros, do que passar dias abstendo-se do alimento, madrugadas acordado, de joelhos, para receber mensagem do céu. É mais fácil pagar um curso de teologia, do que pagar o preço. Este é o motivo de ter tanto artista hoje em dia, e quase nenhum profeta.

Quanto aos valores arrecadados no evento: Algum dos nobres companheiros sabem quanto custa por ano, para manter uma família missionária fora do país? Acredito que não, e o motivo se deve ao fato de sua igreja não manter missionário algum e a maioria dos crentes não investir em missões e ainda se achar no direito de criticar quem investe.

Este tal de Juninho Lutero é outro atrás de holofotes, sem maturidade, e sem discernimento, é do tipo policial que atira em todos, inclusive em civis. Irresponsável que faz ameaças atrás de fama, pois se ele tivesse realmente provas, já devia ter apresentado, e se ele não fez, é por que está sendo conivente, ao esconder a prova dos crimes daqueles que envergonham o evangelho, tornando o denunciante tão imoral quanto os denunciados. Ele canta de graça? Não. Prega de graça? Não, então faz parte do mesmo ninho de cobras que apedreja. Ele pertence a alguma igreja? Não.

Graças aos difamadores do evento, nesta nova estratégia do diabo para colocar em descrédito o maior movimento de missões do país. Muita gente séria esta sendo ferida, em meio a este "tiroteio" sem discernimento e sabedoria. 

Admira-me que as pessoas achem uma novidade ter viciados e prostitutos (as), em um evento daquele tamanho. Em igreja com 10 crentes tem, imagine em um evento daquele tamanho. Traidores têm em todo lugar, até entre os 12 que Jesus escolheu. Sua igreja não tem gente assim? No púlpito da usa igreja nunca pregou um desviado?A maioria dos que criticam, estão em meio a um rebanho que tem prostituição, adultério, fumante escondido etc. Que se acham no direito de criticar um evento como aquele. Ou sua igreja só tem santo?

As convenções estão cheias de ladrões, pedófilos e adúlteros, e por medo e vontade de fazer parte, ninguém fala nada.  Existem duas verdades ocultas aqui. A primeira é que nos GMUH, é impossível impor doutrina aos participantes. Já nas convenções e nas igrejas é possível e ninguém faz. Triste hipocrisia Brasileira.

ATT. Pr. D. Barbosa 

PS. Participe do debate disponível neste link. 

Movimento Difamadores dos GMUH.

Aproveite e assista o vídeo abaixo, onde Cesino fala sobre o assunto.


Assine Agora.

Receba Estudos Biblicos diariamente no seu E-mail.