O MENINO QUE RISCOU O CARRO

O MENINO QUE RISCOU O CARRO
O pai estava feliz da vida com o novo carro. Todos os dias perdia tempo, lavando e dando um brilho no veículo, que às vezes nem dava a devida atenção para a família.
Indiferente ao amor que o pai sentia pelo carro, o menino passou a brincar na garagem com um pequeno prego. Desavisado e inocente, o menino passou a riscar a lataria do automóvel.
Ao ver o carro riscado, o pai perguntou ao filho quem havia feito aquilo. O menino então confessou, pois temia ser castigado caso mentisse.
Completamente tomado pela ira, o pai, fora de si, aplicou várias palmatoradas na mão direita do menino. Tamanha foi a surra, que o garoto chegou a ficar desacordado, e teve mão amputada devido à gangrena provocada pelo espancamento.
Ao sair do hospital e voltar para casa, o menino observou que o carro de seu pai já estava com a pintura toda reformada.
Inocente, a criança disse ao pai: “Fico feliz pelas raladuras na pintura do carro terem sumido. E minha mãozinha, quando vai nascer de novo?”
Só Deus é verdadeiramente capaz de perdoar erros grandes e pequenos que cometemos. Ele transforma corações verdadeiramente arrependidos.

Assine Agora.

Receba Estudos Biblicos diariamente no seu E-mail.