[Estudo Biblico] MORTE E VIDA QUE IMPACTAM!

[Estudo Biblico] MORTE E VIDA QUE IMPACTAM!.jpg


Sim, deveras considero tudo como perda, por causa da sublimidade do conhecimento de Cristo Jesus, meu Senhor, por amor do qual perdi todas as coisas e as considero como refugo, para ganhar a Cristo. Fl 3:8


Você quer que sua vida faça diferença? Como? Quais são os seus planos? Qual é a diferença que você espera fazer na vida das outras pessoas? Qual é o legado que você quer deixar para os seus descendentes? Como você gostaria de ser lembrado pelas gerações futuras?Quase a totalidade dos seres humanos vive com o único objetivo de encontrar a felicidade, como se a felicidade fosse possível de ser encontrada. Como se em um dia qualquer, nós pudéssemos ter mudada a nossa condição de infelizes para: "felizes para sempre." E que isso dependesse do acontecimento de algo pontual que estivesse sob o nosso domínio ou sob nosso alcance.


Pensamos também, que enquanto isso não acontece, temos que lutar e passar por dissabores e circunstâncias desfavoráveis e contrárias aos nossos planos e, que isso faz parte da "batalha", e que tem o objetivo de valorizar a vitória final - para nossa própria glória - é claro.


Estamos cansados de ouvir pessoas fazendo planos utilizando apenas os recursos materiais que o mundo oferece. Talvez você esteja planejando uma vida tranquila, sem sobressaltos, sem dificuldades, sem doenças, com um plano de aposentadoria formidável, com uma morte tranquila, de preferência, sem pensar no inferno.


Milhares de pessoas morreram por causa do terremoto e do tsunami que devastou uma região do Japão, recentemente. Que tragédia! Podemos avaliar que dentre essas milhares de pessoas, havia: salvos e não salvos. A grande maioria de não salvos.


Diante de tal situação, poderíamos nos perguntar: Que tipo de impacto essa tragédia causou para esses que enfrentaram a morte? Podemos buscar a resposta nas palavras de Paulo quando ele afirma: segundo a minha ardente expectativa e esperança de que em nada serei envergonhado; antes, com toda a ousadia, como sempre, também agora, será Cristo engrandecido no meu corpo, quer pela vida, quer pela morte. Porquanto, para mim, o viver é Cristo, e o morrer é lucro. Fl 1:20-21.


Se, na vida dos salvos, o viver é Cristo e o morrer é lucro, a morte vem como ganho e não como perda, e, observando o versículo 8 do capitulo 3 da Carta aos Filipenses, que diz: Sim, deveras considero tudo como perda, por causa da sublimidade do conhecimento de Cristo Jesus, meu Senhor, por amor do qual perdi todas as coisas e as considero como refugo, para ganhar a Cristo, aprendemos que o Apostolo considerou o conhecer a Cristo, a coisa mais importante de sua vida - que se sobrepõe a qualquer outra.


Conhecer a Cristo deve ser o alvo de todo cristão, não para angariar conhecimento espiritual e sim para exercer uma busca "curiosa", por amor a Cristo como diz Paulo e, em conhecer Aquele que deu sua vida em favor do homem por amor. Pois o amor de Cristo nos constrange, julgando nós isto: um morreu por todos, logo todos morreram. 2 Co 5:14.


Ora, se a vida eterna é esta: que te conheçam a ti, o único Deus verdadeiro, e a Jesus Cristo, a quem enviaste Jo 17:3, qual é a perda para aquele que sabe, crê e entende que Jesus Cristo é o seu único e suficiente Salvador? Nenhuma. Pelo contrário. Esse ganhou a certeza da vida eterna e prossegue na santificação, no conhecimento da verdade.


Então amados! Se o viver é Cristo e o morrer é lucro, por que Cristo não faz parte dos seus planos? Por que a morte lhe parece algo tão terrível? A morte física, para o cristão, deveria ser aceita naturalmente pelo cristão, pois é a passagem da vida na carne, para a vida eterna junto do Pai. Ou será que a eternidade com Deus não é uma certeza em sua vida?


Talvez naquele tsunami tenham morrido pessoas que dedicaram suas vidas à pregação do evangelho; a levar o nome de Cristo para ser conhecido pelos perdidos; a servir a Deus, considerando tudo como perda por causa de Cristo. Contudo, também e com toda certeza, morreram pessoas - a grande maioria, que dedicaram suas vidas a si próprias, a "terem uma vida boa" segundo os padrões do mundo e, com toda certeza, sem pensarem na morte. Todos morreram igualmente, mas, pra quem foi a maior tragédia?


Em relação a esse assunto, o próprio Jesus, certa feita, proferiu uma parábola, dizendo:


O campo de um homem rico produziu com abundância. E arrazoava consigo mesmo, dizendo: Que farei, pois não tenho onde recolher os meus frutos? E disse: Farei isto: destruirei os meus celeiros, reconstruí-los-ei maiores e aí recolherei todo o meu produto e todos os meus bens. Então, direi à minha alma: tens em depósito muitos bens para muitos anos; descansa, come, bebe e regala-te. Mas Deus lhe disse: Louco, esta noite te pedirão a tua alma; e o que tens preparado, para quem será? Assim é o que entesoura para si mesmo e não é rico para com Deus. Lc 12:16b-21.


Será que você pode chegar ao céu e dizer para Deus: Olha Senhor, a minha casa! Olha o meu carro! Olha Senhor, o meu bom emprego! E o meu dinheiro?


Ao usar o tempo para conhecer a Cristo e permanecer Nele a vida Dele se manifestará e então a sua vida impactará outras vidas, não pelo seu procedimento ou comportamento (obras), isso é consequência, mas pelo amor Dele manifesto por meio de você. Nisto conhecerão todos que sois meus discípulos, se amardes uns aos outros. Jo 13:35. O amor de Deus se manifesta em nossas vidas de forma concreta não de forma utópica ou romântica. Quem tiver bens do mundo e, vendo seu irmão necessitado, cerrar-lhe o seu coração, como estará nele o amor de Deus? Meus filhinhos, não amemos de palavra, nem de língua, mas por obra e em verdade. 1 Jo 3:17-18.


Não desperdice a sua vida. Não seja louco. A sua alegria e a sua felicidade não estão nas coisas e sim em uma pessoa - Cristo Jesus. A maior prova do amor de Deus por nós está no que ele fez em nosso favor, a saber: Que diremos, pois, à vista destas coisas? Se Deus é por nós, quem será contra nós? Aquele que não poupou o seu próprio Filho, antes, por todos nós o entregou, porventura, não nos dará graciosamente com ele todas as coisas? Rm 8:31-32.


Quando fazemos planos por nossa própria conta, eles estão fadados a não dar certo e não impactar a vida de ninguém. O salmista temeroso e humilde clamou ao Senhor o discernimento para ver os caminhos de Deus. Ensina-me, Senhor, o teu caminho, e andarei na tua verdade; dispõe-me o coração para só temer o teu nome. Sl 86:11. Tiago também nos alerta para a falibilidade dos projetos humanos fora da vontade de Deus. E agora, vós que dizeis: Hoje ou amanhã iremos a tal cidade, lá passaremos um ano, negociaremos e ganharemos. Ora, não sabeis o que acontecerá amanhã. O que é a vossa vida? É um vapor que aparece por um pouco, e logo se desvanece. Em lugar disso, devíeis dizer: Se o Senhor quiser, viveremos e faremos isto ou aquilo. Tg 4:13-15.


Nós somos tão arrogantes que achamos que nossos planos são melhores do que os de Deus. Podemos confiar que o nosso Criador sabe exatamente como usar nossas vidas para a Sua própria glória. Pois eu sei os planos que tenho para vós, diz o Senhor, planos de paz, e não de mal, para vos dar uma esperança e um futuro. Jr 29:11.


Ele tem promessas para aqueles que o amarem e o servirem de todo o coração. Se diligentemente obedecerdes a meus mandamentos que hoje vos ordeno, de amar o SENHOR, vosso Deus, e de o servir de todo o vosso coração e de toda a vossa alma, darei as chuvas da vossa terra a seu tempo, as primeiras e as últimas, para que recolhais o vosso cereal, e o vosso vinho, e o vosso azeite. Dt 11:13-14.


O impacto de nossas vidas sobre outras pessoas só acontecerá se permanecermos em Cristo. Nossa vida será frutífera. Dará frutos para Deus. Eu sou a videira verdadeira, vós sois os ramos. Se alguém permanece em mim, e eu nele, esse dá muito fruto; sem mim nada podeis fazer. Jo 15:5.


Nossa oração é: Conscientes disso, oramos constantemente por vocês, para que o nosso Deus os faça dignos da vocação e, com poder, cumpra todo bom propósito e toda obra que procede da fé. Assim o nome de nosso Senhor Jesus será glorificado em vocês, e vocês nele, segundo a graça de nosso Deus e do Senhor Jesus Cristo. 2 Ts 1:11-12.

Assine Agora.

Receba Estudos Biblicos diariamente no seu E-mail.